Que competências são mais procuradas pelas empresas à procura de empregados?

Com tanta competição e pessoas a competir pelos mesmos empregos, é importante saber quais as competências que os empregadores querem. Por outro lado, no entanto, não basta conhecer apenas as regras. É preciso ser capaz de as quebrar também. É preciso desenvolver estas competências para ter sucesso no mercado de trabalho e avançar profissionalmente.

Os profissionais precisam cada vez mais de estar preparados e qualificados para as tarefas do dia-a-dia. Hoje em dia, não basta ter apenas competências técnicas e saber desempenhar as tarefas que lhe são atribuídas. É preciso ser capaz de comunicar eficazmente. Afinal, as empresas de hoje avaliam as competências comportamentais dos seus colaboradores.

Um inquérito realizado pela empresa de recrutamento Page Personnel sugere que a maioria das pessoas são contratadas devido às suas competências tecnológicas, mas acabam por ser libertadas devido às suas competências comportamentais (por exemplo, competências interpessoais). Uma pós-graduação e um curso no seu currículo ajudam a distinguir-se dos outros, mas é importante ter também aptidões interpessoais bem desenvolvidas.

Para o ajudar, dividimos uma lista nas características mais desejadas pelas empresas. Vamos dar-lhe uma vista de olhos.

1 – Inteligência emocional (EI)

É importante ser capaz de identificar as suas emoções e utilizá-las de forma positiva todos os dias. É por isso importante avaliar as suas emoções e compreender-se a si próprio. Precisa de compreender o que está a sentir.

Leia Também: Se lhe perguntarem porque deixou o seu último emprego, a melhor forma de responder é dizendo algo do género:

2 – Comunicar bem é essencial para evitar ruídos ou mal-entendidos nas conversas.

As capacidades de comunicação ajudam a construir relações entre as pessoas. Portanto, se a linguagem corporal não puder ser posta em prática, certifique-se de que as mensagens que envia são claras e objectivas. A comunicação não violenta é uma habilidade importante para qualquer pessoa que se queira dar bem

3 – Também é importante saber como fazer parte de uma equipa.

Afinal, por vezes pode ser necessário trabalhar em conjunto com outros para resolver problemas. Todos eles devem trabalhar para o mesmo objectivo. Este processo contribui para a partilha de conhecimentos e experiências. O individualismo pode ser prejudicial a uma empresa.

4 – Flexibilidade: Muitas rotinas de trabalho são dinâmicas e os profissionais devem ser capazes de se adaptar rapidamente a diferentes situações.

A flexibilidade é importante porque permite que as pessoas se adaptem a situações inesperadas. As pessoas que são flexíveis no trabalho têm mais probabilidades de sucesso do que as que não o são.

5 – Resiliente Como lidar com eventos imprevistos e com os problemas que deles decorrem?

Ser capaz de enfrentar estas situações sem perder a calma é resiliente. Mostra que o indivíduo tem maturidade emocional e é capaz de lidar com situações difíceis. Para desenvolver a resiliência, é preciso conhecer-se suficientemente bem para ser capaz de reconhecer quando se está inseguro e agir em conformidade.

O que diz quando lhe perguntam “Porque quer trabalhar aqui”?

Quando perguntado durante uma entrevista, é bastante normal que o entrevistador vá além da sua experiência e qualificações e também lhe pergunte sobre a sua opinião. Uma das perguntas mais comuns entre os candidatos a emprego é “Porque quer trabalhar para esta empresa?”. Deve perguntar a si mesmo porque quer fazer parte dessa equipa. Se não tiver a certeza, então responda apenas “Não sei”.

Esta pergunta pode também perguntar porque quer este emprego, porque quer juntar-se à nossa empresa, ou porque está interessado em trabalhar connosco. Independentemente do formulário (por exemplo, CV, carta de apresentação), a resposta a esta pergunta será muito abrangente – e é importante para avaliar diferentes aspectos sobre os candidatos na fase de selecção.## Inputs

Os recrutadores fazem frequentemente esta pergunta porque querem obter informações importantes da sua resposta e também analisar o seu comportamento.##

Porque ao compreender o quanto está disposto a trabalhar na empresa, descobre o quanto sabe e verifica se o seu perfil é adequado para o trabalho, e avalia o valor que pode trazer para a equipa.

Deve estar sempre preparado para uma entrevista, pesquisando a empresa e o trabalho para o qual está a candidatar-se.

Saber as principais razões pelas quais os recrutadores perguntam por que razão quer o emprego em questão é importante. Por isso, está um passo à frente na sua preparação para a pergunta.

Para responder a esta pergunta, é necessário estudar a informação sobre a sua empresa alvo.

Vá ao seu sítio web, verifique as suas páginas nos meios de comunicação social, e veja se têm alguma missão, visão, e/ou declarações de valores. Estas três coisas explicam porque é que a empresa está a fazer o que está a fazer.

É também importante avaliar se a informação se alinha com as suas crenças. Afinal, seria uma má ideia continuar a trabalhar para uma empresa cujos valores não estão de acordo com os seus. Talvez consiga safar-se se for contratado.

Em seguida, procure informações relevantes sobre a sua empresa, incluindo a indústria em que opera, o tipo de negócio que é, e as pessoas que aí trabalham. Fale com as pessoas que conhece e que possam estar ligadas à organização.

Se depois desta pesquisa se identificar ainda mais como alguém que se encaixaria na cultura da empresa, as suas hipóteses de lhe ser oferecido um emprego lá serão maiores.

Porque se se identificar com a organização e os seus valores, mostrará naturalmente entusiasmo e o empregador notará.

Reveja a descrição do posto de trabalho depois de estudar a empresa. Certifique-se de que cobre todas as competências requeridas e solicitadas, desde competências técnicas a aspectos comportamentais. Analisar as funções e responsabilidades do cargo, tendo em mente as necessidades da empresa.

Pense nas suas próprias competências, experiências, e aptidões a partir disto. Poderá utilizá-las para se comparar com os requisitos enumerados na descrição de funções. Não precisa de satisfazer todos os requisitos.

Os recrutadores já reviram o seu currículo e consideraram se é um bom candidato para o cargo.

É difícil para um profissional satisfazer todos os requisitos na perfeição. Devido a isto, não deve ter medo de dizer que não tem alguma experiência específica ou competências esperadas, mesmo que sejam necessárias para o cargo, mas certifique-se de que está disposto a aprendê-las no caso de se revelarem importantes.

Deve explicar porque quer trabalhar lá. Se tiver seguido os tópicos anteriores, responder a esta pergunta será fácil. Pode começar por discutir a sua compatibilidade com a empresa. Por exemplo, poderá discutir valores e objectivos comuns.## Como exemplo, se se juntar a esta empresa, poderá usar as suas competências e experiência para contribuir para o seu sucesso.

Autor

  • Fundador do Jornada Litoral - Sua Ponte Para O Sucesso. Conhecimento é Poder! Estou aqui para compartilhar dicas, idéias, tutoriais sobre desenvolvimento pessoal e profissional e ainda trazer vagas de emprego por Todo Litoral Nacional. Faça parte da nossa família e vamos juntos alcançar novas conquistas, sonhos e objetivos. JORNADA LITORAL - O SUCESSO NA PALMA DE SUAS MÃOS.

Traduza

Novidades

Adicione seu e-mail para manter-se atualizado. Nos prometemos nao fazer spam!