O Mercado de Trabalho – Eficiência e Mobilidade do Trabalho

Eficiência do Trabalho é a capacidade do Trabalho de aumentar a produção sem aumentar a quantidade de Trabalho. O aumento da eficiência é geralmente expresso em termos de aumento da produção de mão de obra em um período de tempo menor, sem queda na qualidade dos bens e serviços produzidos. Se o trabalho for eficiente, a qualidade dos bens e serviços produzidos será alta.

Há muitas recomendações a serem consideradas ao tentar melhorar a eficiência do trabalho.

Tais formas são as seguintes:

Educação e treinamento: O nível de educação e treinamento recebido por um trabalhador contribuirá muito para aumentar a eficiência do trabalho. Um trabalhador bem educado ou bem treinado está em condições de aumentar a eficiência em seu trabalho.

Nível de tecnologia: A alta tecnologia aumentará a eficiência do trabalho.

Gestão eficiente: A alta tecnologia aumentará a eficiência do trabalho.

Habilidade pessoal do trabalhador: Se um trabalhador possui uma habilidade natural de fazer um determinado trabalho, seu trabalho se torna eficiente.

Salários atraentes: Quando o salário ou salário de um trabalhador é atraente, isso aumentará ou promoverá a eficiência do trabalhador.

Condições climáticas: As condições físicas ou climáticas em um local de trabalho podem afetar a eficiência do trabalho. O clima quente diminui a eficiência do trabalho, o clima frio ou o ambiente aumentam a eficiência do trabalho.

Estado de saúde do trabalhador: É mais provável que um trabalhador saudável seja mais eficiente do que um trabalhador mais doente.

Eficiência de outros fatores de produção: A eficiência de outros fatores de produção, como terra, capital e empresário, quando combinada com mão de obra eficiente, aumentará a produtividade.

Inteligência dos trabalhadores: Alguns trabalhadores são altamente inteligentes, enquanto outros não. Trabalhadores altamente inteligentes raramente cometem erros.

Condições de serviço: Uma melhor condição de serviço, como a disponibilidade de auxílio transporte, bônus, horas extras, etc., ajudará a aumentar a eficiência do trabalho.

Aplicação da divisão do trabalho: A aplicação da divisão do trabalho e especialização em qualquer organização pode resultar na eficiência do trabalho.

Nível de comprometimento e atitude: O nível de comprometimento e atitude de um trabalhador pode afetar a eficiência do trabalho, quando um trabalhador pode afetar a eficiência do trabalho. Quando um trabalhador está altamente comprometido com seu trabalho, isso resultará em eficiência do trabalho.

Segurança do emprego: A eficiência do trabalho pode ser aumentada se o trabalhador tiver certeza de que seu emprego está garantido.

Promoção: promoções frequentes de trabalhadores em qualquer organização podem levar ao aumento da eficiência do trabalho.

Mobilidade do Trabalho

Esta é a facilidade com que a mão de obra pode se deslocar de uma área geográfica para outra; ou de uma ocupação para outra. Diz-se que a mão de obra é móvel quando os trabalhadores acham fácil se deslocar de uma área geográfica para outra ou mudar de emprego. Existem dois tipos principais de mobilidade do trabalho.

Mobilidade geográfica da mão de obra

A mobilidade geográfica da mão de obra é a facilidade com que trabalhadores ou trabalhadores podem se deslocar de uma localização geográfica para outra na busca da mesma ocupação ou mudança de ocupação. Quando um trabalhador se muda de uma cidade para outra, por exemplo, de Londres para Sheffield, sem mudar de emprego, dizemos que ele se mudou geograficamente. Um contador em Londres pode se mudar para Sheffield para continuar trabalhando como contador. Tome nota que é o movimento de mão de obra ou trabalhador de uma área para outra, isso é chamado de mobilidade geográfica do trabalho. Os fatores que afetam a mobilidade geográfica do trabalho são:

1. Custo do transporte: Um trabalhador pode se deslocar de um local para outro se o custo do transporte for baixo. Mas quando está alto, o movimento se torna difícil.

2. Problemas de acomodação: Os trabalhadores podem não conseguir se mudar para um novo local onde há problemas de acomodação.

3. Condições climáticas: Os membros podem se deslocar de onde houver condições climáticas favoráveis.

4. Laços familiares e culturais: Os membros de uma família ou cultura podem achar difícil se mudar de um local para outro com fortes laços familiares ou culturais.

5. Políticas Governamentais: Certas políticas governamentais que podem ajudar a transferir deliberadamente mão-de-obra para diferentes estados que não seus estados de origem.

6. Infra-estruturas sociais e económicas: A disponibilidade de infra-estruturas sociais e económicas, por exemplo, electricidade, água canalizada, telecomunicações, etc., encorajam a deslocação da mão-de-obra para locais onde estas infra-estruturas estejam disponíveis.

7. Discriminação: Os trabalhadores podem não poder se deslocar se houver a possibilidade de discriminação contra eles em seu destino.

8. Barreira linguística: Quando os trabalhistas acham difícil falar a língua de uma determinada área, torna-se muito difícil para eles se mudarem para essa área.

Mobilidade Ocupacional do Trabalho

Esta é a facilidade com que um trabalhador ou trabalho se move de uma ocupação ou emprego para outro. Quando um músico se torna jogador de futebol, ele mudou de profissão. Os fatores que afetam a mobilidade do trabalho são os seguintes:

1. Custo e duração do treinamento: Algumas profissões são caras para treinar em termos de tempo e dinheiro, por exemplo, a profissão médica.

2. Habilidade ou aptidão: Alguns empregos exigem habilidades ou talentos naturais e aqueles que não são dotados não podem se encaixar em tais empregos, por exemplo, um músico.

3. Perspectiva/idade de emprego: Após uma certa idade (por exemplo, 45 anos), os empregadores não contratarão essas pessoas. Eles têm poucas perspectivas para um empregador, pois têm apenas uma vida útil curta.

4. Restrições sindicais/profissionais: Alguns órgãos profissionais (por exemplo, contabilidade, direito) exigem certas qualificações antes da admissão.

5. Motivos pessoais: A preferência pessoal por um determinado trabalho e a aversão às alternativas disponíveis podem desencorajar os movimentos.

6. Famílias e laços de amizade: Os laços de amizade às vezes dificultam a mudança de emprego de algumas pessoas. Além disso, algumas famílias são conhecidas por estarem associadas a determinada profissão, e será difícil para um membro da família abandonar essa profissão.

7. Instabilidade política/religião: Quando há instabilidade política ou crises religiosas, será muito difícil a movimentação dos trabalhadores.

8. Taxa salarial: A mão-de-obra se movimentará se houver uma ampla margem nos salários, mas se for baixa, a mão-de-obra poderá não se movimentar.

9. Condição de serviço: Além do salário, as condições de serviço em um local de trabalho, por exemplo, bônus, horas extras, ônibus do pessoal, carro e crédito à habitação, etc. Quando presentes, incentivarão a mudança de mão de obra.

10. Discriminação: Pode haver discriminação de sexo, cor, idade, religião etc. Isso pode afetar a mobilidade ocupacional da mão de obra.

A eficiência e a mobilidade da mão de obra são pilares muito vitais na economia de uma nação ou região. Eles podem estabilizar ou diminuir a taxa de desenvolvimento de uma região.

Confira também: Ansioso com sua entrevista?

Autor

  • Fundador do Jornada Litoral - Sua Ponte Para O Sucesso. Conhecimento é Poder! Estou aqui para compartilhar dicas, idéias, tutoriais sobre desenvolvimento pessoal e profissional e ainda trazer vagas de emprego por Todo Litoral Nacional. Faça parte da nossa família e vamos juntos alcançar novas conquistas, sonhos e objetivos. JORNADA LITORAL - O SUCESSO NA PALMA DE SUAS MÃOS.

Traduza

Novidades

Adicione seu e-mail para manter-se atualizado. Nos prometemos nao fazer spam!

Anúncio